sábado, 19 de outubro de 2019

Outubro Rosa - Dicas de prevenção ao câncer de mama



O mês de outubro já é marcado como o mês (Outubro Rosa), referência para prevenção e tratamento do câncer de mama. Em apoio a causa, resolvi publicar algumas dicas para prevenção e identificação de câncer de mama.

Acompanhe o Blog e a página no Facebook, pois estou colocando dicas de prevenção do câncer e também compartilharei durante todo o mês livros que tratem sobre esse tema.

Então vamos as dicas:

Dica 1

Faça o autoexame mensalmente, através dele pode conhecer o seu corpo e identificar qualquer diferença nele para consultar um médico.

Dica 2

Anualmente faça uma mamografia, pois é um exame mais detalhado que pode identificar alguns problemas que não seja percebido no autoexame.

Continue nesta dica de especialista, visite o ginecologista uma vez ao ano e faça exames de check-up regularmente.

Dica 3

Mesmo se não identificar nódulos nas mamas, é preciso ficar atento caso identifique os seguintes sintomas nas mamas:


  • Vermelhidão
  • Inchaço
  • Dores
  • Sensação de calor na pele dos seios 
Dica 4

Reserve um momento para cuidar de você, faça o autoexame, agende as consultas médicas e não se deixe para segundo plano.

E aproveitando que é mês de Outubro Rosa, muitas clínicas e ONGs doam mamografias, é preciso ficar esperto e se inscrever para garantir a vaga. Vou deixar aqui uma que encontrei essa semana:

ONG Américas Amigas 

Período de 21 a 26 de outubro de 2019
Local: CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAULO | Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Jardim São Luís, São Paulo/SP

Link para cadastro

sábado, 12 de outubro de 2019

Dia das Crianças - Lendo Turma da Mônica



Quem não aprendeu a ler, lendo as histórias em quadrinhos da Turma da Mônica?

Eu sou um desses que aprendi a ler com as "historinhas" dessa turma mais engraçada das histórias em quadrinhos. O mais legal era que isso era um hábito em família e tanto eu e meu irmão, meus pais também liam os gibis da turma criada por Maurício de Souza. Isso gerava compartilhamento e lembrança de algumas cenas das histórias, um contava para outro e sempre era um momento de altas risadas ou de reflexão.

As histórias em quadrinhos da Turma da Mônica não acabaram e sempre tem um lançamento novo e agora é a edição Bem me quer, que trata de problemas do nosso cotidiano, tais como imaginação, autoconhecimento, sentimentos, emoções, ansiedade e autoestima.

Essa série tratará das dúvidas sobre problemas escolares, férias, idosos, deficiências físicas e sobre a raiva. Apesar de serem temas complexos, os problemas são tratados com muito bom humor e é uma ótima leitura em família.

Vou deixar o link para compra dessas histórias da Turma da Mônica e agora gostaria de saber como é o seu envolvimento com essa turminha?


terça-feira, 14 de maio de 2019

4 Dicas para se tornar um leitor assíduo


Deseja ler mais? Está com uma pendência de livros na cabeceira da sua cama e não encontra tempo para ler? Esse post pode ser para você, e assim iniciar uma rotina que faça com que leia periodicamente, diminuindo aquela pilha que está há algum tempo lá do lado da sua cama.

Dica 1 - Planejamento

Parece óbvio, mas é uma dica super válida, pois no mundo atual temos muitas tarefas e vários outros atrativos que nos desviam de fazer uma leitura dos nossos livros, é a televisão, video-game, tarefas domésticas, passeio com o cachorro, academia e muitos outros.

Então aqui a dica é simples, defina um horário que irá ler, a noite, tarde ou pela manhã, pode ser até de madrugada. O mais importante ainda é definir horário, por exemplo, eu gosto de ler mais a noite, pois com a rotina do trabalho e tarefas de casa, acho que para mim o melhor é o horário das 22h, pois é o momento que estarei relaxado e pronto para ler.

Aqui, para quem anda muito tempo de transporte público e não tem problemas com enjoos, pode ler durante a viagem até o trabalho e retorno para casa, atualmente, muita gente faz isso, mas para ler em casa, recomendo essas dicas nos parágrafos acima.

Dica 2 - Escolha um conteúdo que goste

Coloquei a escolha em segundo plano, pois considero o planejar o melhor caminho para ter um hábito de leitura. Para o início, escolha um livro que seja do seu gosto, ai pode ser gibi ou livros de romance, ficção científica, ação, fantasia, autoajuda ou empreendedorismo.

Iniciando pelo conteúdo que agrade ao seu gosto de leitura, tornará mais fácil adquirir esse hábito de leitura, pois ficará curioso e interessado no que está lendo.

Dica 3 - Relaxe

Relaxar também é importante, pois tentar ler um livro pensando naquela tarefa do trabalho ou de casa que está pendente não dá certo. Isso fará com que não se concentre na leitura, fazendo com que o tempo de leitura que se dedicou não seja aproveitado, o que pode levar a um desânimo.

Para relaxar vale tudo, fazer essas tarefas que estão te incomodando ou utilizar de técnicas que te façam esquecer dos problemas que não podem resolver no momento.

Dica 4 - Ler pouco

Deve estar me achando louco, por indicar isso, mas não. Ler é basicamente igual uma atividade física, pois precisa criar um hábito ou uma rotina de leitura. Um exemplo, quem corre não corre no primeiro dia 10km, mas começa com 1km e vai aumentando gradativamente.

Na leitura é a mesma coisa, não tente ler durante 1h ou 2h logo no primeiro dia, isso fará com que canse rápido e perca o interesse. Inicie com 10 ou 15min por dia e vá aumentando conforme tenha sentido a necessidade. Irá ver que ler assim, não ficará cansativo e irá ler todo dia.

Espero que essas dicas sejam legais para que inicie uma rotina de leitura e deixa um comentário sobre o que fez para iniciar suas leituras.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

3 Dicas para comprar a melhor a televisão (SmartTV)



A tecnologia vem se desenvolvendo muito rápido nos últimos anos, isso é bom pois é possível ter uma variedade de produtos com a melhor tecnologia. No entanto, isso causa algumas dúvidas em algumas pessoas, pois com essa variedade, às vezes pode se ficar na dúvida se será utilizado toda essa tecnologia, uma vez que  isso impacta no valor, e por isso é bom saber o que está comprando e se precisa de tudo o que é oferecido.

Dica 1 - Diferença entre SmartTV LED e TV LED

Pode parecer óbvio essa dica, mas resolvi colocar, pois causa algumas dúvidas para algumas pessoas. Quando ver um anúncio de SmartTV LED significa que ela tem recursos de acesso a internet e utilização de aplicativos, tais como Netflix, YouTube, entre outros. Já a TV LED apenas recepciona o sinal digital, não tendo acesso a rede internet algum.

Em relação a imagem, ambas tem acesso ao sinal de digital (DTV) e resolução em HD, ficando apenas verificar se necessita de uma televisão com acesso à internet ou apenas ao sinal digital (DTV).

Dica 2 - HD x FullHD x Ultra HD (4K)

Resumindo, esses três itens são resoluções de imagem, ou seja, é a quantidade de pixels que uma televisão consegue reproduzir, vou deixar a quantidade que cada uma consegue reproduzir:

HD -  tela de proporção de 16:9 (widescreen) e uma resolução 720p (1280 x 720 pixels).

Full HD -   tela de proporção de 16:9 (widescreen) e uma resolução 1080p (1920 x 1080 pixels).

Ultra HD (4K) - tela de proporção de 16:9 (widescreen) e uma resolução mínima de 3840 x 2160 pixels, dando mais brilho e cores em relação as outras.

Deve se perguntar, isso significa que o melhor é comprar uma TV Ultra HD?

Não necessariamente, pois ainda há pouco conteúdo disponível para a tecnologia 4K, atualmente apenas Youtube, Neflix, Hulu e Amazon que disponibilizam alguns conteúdos com essa resolução.

Todas essas televisões irão reproduzir todos os tipos de resoluções de acordo com as suas respectivas qualidades, adaptando proporcionalmente cada resolução a televisão comprada. A decisão aqui vai no que pode pagar e qual o máximo de qualidade de imagem que deseja.

Dica 3 - Conexões

Pesquise por televisões que tenham mais de uma entrada HDMI, USB e auxiliares de áudio e vídeo, pois assim não ficará limitado a ligar apenas um aparelho por vez na sua TV ou precisar de adaptadores.

Enfim essas são algumas dicas que eu utilizo para pesquisar sobre a televisão e que resolvi compartilhar aqui, caso conheça alguma, comente aqui o que acha de mais importante na hora de comprar a sua televisão.

sexta-feira, 8 de março de 2019

Loucuras que fazemos pela tecnologia

Fonte: Censo Demográfico de 1960, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1960, p. 156).

Nota: Dados trabalhados pelo autor.

Início com esse gráfico do IBGE de 1960 para exemplificar o sucesso do aparelho do rádio neste período e também a prioridade a esta "caixinha" de fazer diversão, entretenimento e notícias. Apesar dos números surpreenderem, é preciso confessar, todos nós já fizemos alguma 'loucura' para ter o tão sonhado produto tecnológico, inclusive esse aqui que vos escreve (deixe as loucuras pela tecnologia nos comentários rs).

Esta popularização do rádio na primeira metade do século XX ocorreu pelos fatores apontados por Lia Calabre de Azevedo em sua tese de doutorado e que fizeram o rádio ser mais do que um aparelho de informação, mas um objeto de união e de felicidade de toda a família. 

(...) o rádio passa a ser visto como mais um dos elementos da vida moderna (...). O rádio servia para, junto com o jornal, manter os homens informados, alegrar as reuniões de família, fazer companhia à mulher e acompanhar os jovens nos passeios e na praia (...). A compra do primeiro aparelho de uma família era motivo de festa (AZEVEDO, 2002, p.81).
Vale a pena ressaltar que esse aumento nas vendas do rádio não se dá apenas por ser um objeto popular, mas também por estratégia de vendas, tais como: disponibilizar produtos a pronta entrega, desenvolvimento de indústria para produção em território nacional e valores mais atrativos e possibilidade de pagamento a prazo. Querendo ou não, isso são atrativos que chama a atenção até o dia de hoje.

Outro fator importante foi criar modelos de aparelhos em que pudesse ter uma diferença de preço e que cabia no bolso de quem quisesse ter o rádio. Muitas vezes não se podia ter o modelo com mais tecnologia, mas um intermediário.

Uma frase de Nicolau Sevcenko exemplifica bastante o que foi o rádio nessa época:
 Logo ficou claro para todos, o potencial extraordinário que os novos recursos comportavam e a profundidade com que podiam alterar as feições e rotinas cotidianas de tudo, de todos e de cada um (SEVCENKO, 1988, p. 548). 
O rádio até 1940 era um aparelho que precisava ser registrado no ECT (Empresa de Correios e Telegráfos) e deveria ser pago uma taxa de 2mil réis, porém muitas pessoas não ligavam para esse registro e é possível ler em noticiário da época a cobrança dessas taxas e explicando que era por motivo de registro e estatística, pois assim mostraria que o Brasil se tornava um país próspero e moderno. Essas taxas não duraram mais de 8 anos, devido a falta de pagamento.

No meu entendimento a loucura maior para que as pessoas quisessem ter o rádio era pelo simples prazer de ter a sua voz ou nome ouvido no rádio, por meio das ligações telefônicas.

Na próxima sexta, falarei um pouco sobre o Rádio e suas tecnologias, por enquanto deixe aqui o seu comentário sobre a loucura que já fez por tecnologia.

E aviso que terça retorno com as publicações sobre tutoriais de instalação.



sexta-feira, 1 de março de 2019

Consumo tecnológico e da informática



Quem me conhece sabe que sou um apaixonado por informática e por assuntos de tecnologia. Gosto tanto desse assunto que a minha monografia para a Faculdade de História foi inspirada em entender o funcionamento do rádio dos anos 1930 a 1960. Englobando os aspectos técnicos quanto as práticas de consumo de conteúdo.

Para hoje gostaria de dizer como o rádio foi um aparelho que levava cultura aos lares brasileiros, além de conteúdo escolar (introdução a uma educação à distância). Embora, em seu início, sabemos que o aparelho de rádio era um algo para quem possui recursos financeiros, com o tempo foi se popularizando e entrando nas maioria das casas brasileiras.

Como hoje temos o computador, a internet e as rede sociais, o rádio também foi passando de um aparelho de notícias e tocador de música para algo de importância dentro de casa e companheiro da família. Era comum, no início do século XX, as pessoas se reunirem para ouvir o noticiário, novela ou apenas ouvir música.

Apesar de ser novidade e uma novidade maravilhosa, nem tudo era "flores" para o aparelho de rádio, pois no começo de sua criação havia muitas críticas em relação a sua sonoridades, pois havia pouca nitidez na audição, criando alguns desafetos.

Lógico que não por muito tempo, já nessa época a tecnologia se desenvolvia rápido e o rádio foi aprimorando cada vez mais e ficando cada vez mais portátil e barato para entrar nos lares brasileiros e se tornar uma companhia maravilhosa.

Eu gosto muito de comparar a utilização do rádio nesse período com a internet e as rede sociais, pois temos acesso a todo tipo de conteúdo, desde a comédia a assuntos para passar em concurso, ou seja, atende todos os gostos e acredito que isso foi o sucesso do rádio e todos davam um jeito de conseguir o aparelho.

Isso foi apenas uma introdução. Próximo assunto pretendo abordar o que as pessoas faziam para conseguir um aparelho de rádio.

Por enquanto, deixe o seu comentário e sua relação com a tecnologia

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Faça você mesmo - DIY - Montagem de móveis



Gostaria de dar uma dica para aqueles que gostam de dar aquela mudada no visual da casa, adquirindo móveis novos, mas que ainda assim desejam economiza.

Ao iniciar uma pesquisa de móveis na internet é possível encontrar produtos com valores que vão de R$100,00 a R$10.000,00 ou até mais em alguns casos e, por isso que é preciso pesquisar bem para conseguir economizar.

Não descartando o trabalho de um montador de móvel ou marceneiro, mas para quem está procurando um painel de TV, preciso informar que a instalação é simples, principalmente os que utilizam o sistema de fixação: minifix e cavilhas, pois são sistemas de encaixe e os parafusos são apenas para deixar no esquadro e sem "jogo".

Ferramentas que irá precisar para a montagem do seu novo painel de TV: furadeira, chave de fenda ou Philips e martelo (de ferro e borracha). O porque é bom ter um martelo de borracha, pois às vezes pode ser necessário uma "pancadinha" para a cavilha ou o minifix encaixem com perfeifação, ai pode bater no móvel sem danificar a peça.

Com as ferramentas em mão, comece a identificar as peças (ideal utilizar o manual para isso) e vá encaixando conforme o manual indica e irá perceber que em poucos passos o seu painel estará instalado e pronto para uso.

Vou deixar um vídeo tutorial de exemplo com o processo de montagem de um painel de TV:


Caso ainda tenha dúvida me consulte nos comentários ou no Whatsapp, posso te ajudar!